Top 10 - Bairros Gay Friendly no Mundo

Quase toda capital ao redor do mundo conta com um bairro gay, famosos por sua vida noturna e cultural, por ser fonte de tendências, moda e alta gastronomia

  1. Castro, São Francisco (EUA)

    O bairro de Castro se situa entre a Rua Castro e a Rua Market.

    Festa do Orgulho Gay: 27 e 28 de Junho em 2015

     

    Para ir fazer compras: Na Rua 18 com a Rua Castro, você encontra de tudo: lojas, bares, restaurantes, etc.

     

    Para conhecer a história: Praça Harvey Milk e Centro de Visitantes, além do Teatro Castro onde acontece o Festival Anual de Cine Gay e Lésbico. O Castro ainda conta com o primeiro museu gay dos Estados Unidos, o GLBT History Museum.

     

    Curiosidade: Neste bairro, Harvey Milk tinha sua loja de câmeras fotográficas. Grande ativista na luta pelos direitos dos gays, pode-se ver sua história no filme chamado Milk, protagonizado por Sean Penn.

     

    Veja nossos imóveis em Castro.

     

    FOTO: https://www.flickr.com/photos/cgeorgatou/

     

  2. Ipanema, Rio de Janeiro (Brasil)

    Se o Rio de Janeiro é um destino gay friendly, a Rua Farme de Amoedo, em Ipanema, é ainda mais. 

    Sobre o bairro: Entre as ruas Prudente de Morais e Barão da Torre há uma concentração de bares e restaurantes que ficam cheios e animados o ano todo. A rua começa na altura do Posto 9 da praia de Ipanema e destaca-se com bandeiras coloridas e corpos sarados.

     

    Curiosidade: a Banda de Ipanema, que saiu pela primeira vez pelas ruas do bairro em 1965, em plena ditadura militar, hoje arrasta cerca de 90 mil pessoas, entre elas transexuais que foram se tornando uma marca registrada do bloco carnavalesco.

     

     

    FOTO: https://www.flickr.com/photos/estark/

  3. Grachtengordel, Amsterdã (Holanda)

    Em pleno centro da cidade de Amsterdã está este bairro, pioneiro sobre o assunto LGBT no mundo inteiro.

     

     

    Sobre o bairro: Mais de 100 locais dirigidos ao público LGBT, como bares, restaurantes, cafés, lojas, etc. Pode-se informar no Gay Tourist Information Center (Spuistraat 44) ou no Pink Point, escritório ao lado do Monumento aos Homossexuais no Westermarkt. Uma rua mítica é a Reguliersdwarsstraat, conhecida também como a Rua do Pecado, com bares como o Havana e o Ludwing II. No Cruise Club Church lhe aguardam fortes emoções com as festas de roupas íntimas.

     

    Curiosidade: Em 2001 foi celebrado neste bairro o primeiro matrimônio gay do mundo.

     

    Veja nossos imóveis em Grachtengordel

     

    FOTO: https://www.flickr.com/photos/cgeorgatou/

  4. Soho, Londres (Inglaterra)

    No centro de Londres, o bairro possui aproximadamente 5000 habitantes.

    Festa do Orgulho Gay: 23 a 28 de junho 2015.

     

    Sobre o bairro: A rua mais gay-friendly da Europa fica neste bairro e se chama Old Compton Street. Outra rua mitica é Waldour Street, onde se encontra o “The Marquee Club”, local pelo qual passaram os Rollings Stones, David Bowie, Sex Pistols, Jimi Hendrix, Pretenders, The Clash e The Cure. Carnaby Street é a rua das compras e do teatro mais famoso: Windmill.

     

    Curiosidade: Este bairro deve o seu nome aos caçadores londrinos que gritavam para o seus cachorros “So ho” quando a região  era uma região de caça.

     

    Veja nossos imóveis no Soho

     

    FOTO: https://www.flickr.com/photos/alan-light/

  5. Greenwich Village, Nova York (EUA)

    Essa região de Nova York encontra-se no lado oeste de Manhattan, chamado de Baixo Manhattan.

    Festa do Orgulho Gay: 28 de Junho de 2015

     

    Sobre o bairro: A Rua Christopher e a Pousada Stonewall é o centro gay do bairro. Diversas lojas, clubes e cafés que funcionam até altas horas da madrugada além do happy hour, onde pode-se beber a preços mais em conta. Ali também se encontra a New York University, que contribui para o ambiente artístico e boêmio. Pode-se ver numerosos artistas no Washington Square Park. O vizinho mais famoso de Greenwich Village: Bob Dylan.

     

    Curiosidades: O apartamento onde se passou a série Friends está na esquina da Rua Grove e a Bedford. A cantora Lady Gaga começou suas performances no bairro.

     

    Veja nossos imóveis em Greenwich Village

     

    FOTO: https://www.flickr.com/photos/skinnylawyer/

  6. San Telmo, Buenos Aires (Argentina)

    O Bairro de San Telmo está bem perto da Plaza de Mayo, sendo a meca do turismo gay na América Latina.

     

    Sobre o bairro: Meca do turismo gay na América Latina. Não perca o mercado de Pulgas aos domingos na Plaza Dorrego. Bairro boêmio, está cheio de galerias de arte e lojas tradicionais. Para tomar um café, escolha o Pride Café (o dono foi colega de escola de Valeria Mazza) e para sair à noite Baires Folk, uma boate de música eletrônica.

     

    Curiosidades: No Tango Queer você pode aprender a dançar tango sem adotar o papel tradicional do homem e a mulher. Toda terça a partir das 22h na Rua Peru 571. Além do mais, você pode comer as famosas empanadas, tomar um vinho e jogar conversa fora.

     

    Veja nossos imóveis em San Telmo

     

    FOTO: https://www.flickr.com/photos/dodda/ 

  7. Schöneberg, Berlim (Alemanha)

    O bairro fica no centro da cidade, entre Wilmersford e Kreuzberg.

    Sobre o bairro: Na Rua Motzstrasse se abriram os primeiros locais gays de Berlim, nos anos 20. O Café Berio é conhecido como instituição, o Gnadenbrot é um local alternativo com festas à noite, assim como o Connection Bar. Cada primeira sexta-feira do mês acontece a festa London Calling, num dos espaços gays mais visitados de Berlim, o Schwuz. Os drinks de Würgeengel são deliciosos! Na Praça Nollendorf está o mercado com produtos frescos mais charmoso da cidade. Um bom programa é dar um passeio de bicicleta pelo bairro.

     

    Curiosidade: Cidade liberal por excelência, o próprio prefeito de Berlim reconhece publicamente sua homossexualidade e Marlene Dietrich tinha frequência assídua no Dorado, um dos locais do bairro.

     

    Veja nossos imóveis em Schöneberg

     

    FOTO: https://www.flickr.com/photos/maha-online/

  8. Chueca, Madrid (Espanha)

    O bairro de Chueca se encontra no centro de Madrid, entre as ruas Fuencarral e Barquillo.

    Festa de Orgulho Gay: Em 2015 será entre 1º e 5 de Julho.

     

    Sobre o bairro: Até poucas décadas atrás, Chueca era considerado um bairro a se evitar, porém desde os anos 90 é o epicentro da comunidade homossexual, que remodelou o bairro e o tornou um dos mais chiques e glamourosos de Madrid. Comece experimentando um vermut na Bodega Angel Sierra (bar de 1900) em plena Plaza de Chueca e siga pela rua Fuencarral, onde está a moda mais jovem e moderna do país. 

     

    Para almoçar ou jantar em restaurantes super descolados, escolha qualquer local nas ruas Libertad y San Marcos (Café Diurno, Bazaar). Para curtir a noite, prepare-se para aguentar até as 5 da manhã, mesmo às fegundas-feiras: LI, A Noite, Delirio, por exemplo. Apresentações de Drag Queens, o mais moderno em música e uma atmosfera animada é o que vai encontrar em Chueca.

     

    Mais informações sobre Chueca: Organize um passeio pelo Mercado de San Antón, com deliciosos produtos gourmet além de lugares onde pode degustar as gostosuras vendidas por ali.

     

    Veja nossos imóveis em Madrid

     

    FOTO: https://www.flickr.com/photos/gabrielamadeus

     

  9. Bairro Alto, Lisboa (Portugal)

    O bairro é um dos mais centrais da capital portuguesa, situando-se ao lado de Chiado.

    Sobre o bairro: Aqui se encontra a célebre discoteca Lux, propriedade de John Malcovich e onde tocam os DJs mais famosos do mundo. Os bares Purex (para moças) e The Cock (para moços) são sempre muito concorridos. As melhores saunas são Trombeta Bath e Sauna Polo 56. Durante o dia, beba um café na KaffeHaus e Pois Café, e depois siga para as lojas, como Armazéns do Chiado.

     

    Curiosidade: Em Setembro acontece o Festival de Cine Gay Queer Lisboa e o Arrial Pride em 28 de Junho.

     

    Veja nossos imóveis no Bairro Alto

     

    FOTO: https://www.flickr.com/photos/golf1025/

  10. Le Marais, Paris (França)

    Las Marais está localizado entre o III e o IV distrito de Paris e tem mais de 22 mil habitantes.

     

    Festa do Orgulho Gay: Final de junho, neste ano foi no dia 27 de junho.

     

    Sobre o bairro: O que há séculos era um lugar de marismas (dai o nome “Las Marais”) hoje em dia acomoda a maior comunidade judaica da Europa e também é considerada sede da comunidade homossexual de Paris. A “Rua Rosier” é a rua mais famosa cheia de lojas que não fecham nem aos domingos e restaurantes. Um parque ótimo para relaxar é o Place des Voges. Para comer por menos de 15 euros recomendamos o Falafel, e a Droguerie du Marais tem uns crepes maravilhosos.

     

    Curiosidades: É um bairro cheio de arte: o Museu Carnavelet, o Hotel de Valle, a Plaza de la Bastilla, o Museu Picasso e o centro Georges Pompidou. Respire o ambiente boêmio no Marché Carreau du Temple e nos seus centros culturais. Repare na parede dos prédios, nos artistas e no rasto que eles deixam pela cidade, alguns são fantásticos.

     

    Veja nossos imóveis em Le Marais

     

    FOTO: https://www.flickr.com/photos/lethaargic/