Campos do Jordão: Inverno europeu com sotaque paulista

Campos do Jordão atinge facilmente temperaturas negativas e fica ainda mais linda com sua arquitetura europeia cercada pelas montanhas da Serra da Mantiqueira

Ao ouvir alguém dizer que no Brasil não tem inverno, a não ser no Sul, convide o dono da afirmação para ir a Campos do Jordão. A cidade paulista atinge facilmente temperaturas negativas e fica ainda mais linda com sua arquitetura europeia cercada pelas montanhas da Serra da Mantiqueira. Conhecida como a “Suíça Brasileira”, é o local urbano mais alto do país, com 1.628 metros de altitude, e chic toda a vida.

 

No mês de julho Campos de Jordão ferve, na contramão dos termômetros. Todas as atrações que a cidade oferece ganham um toque especial, como a estação de esqui com neve artificial, boates que funcionam apenas por um mês e as surpresas preparadas pelos shoppings centers locais. O point da cidade é a Vila Capivari onde ficam os restaurantes mais badalados, cafés, lojinhas e bares.

 

 

Leia também nossos artigos relacionados:

 

Top 7 - Melhores Imóveis com Lareira

 

Top 8 - Destinos para Férias de Julho com as Crianças

 

 

 

Para curtir a natureza são muitas opções, mas não dá para perder o Borboletário Flores que Voam, um viveiro com mais de 35 espécies de borboletas. O Horto Florestal, maior reserva de árvores araucárias do Estado de São Paulo, com painéis que explicam a fauna e flora da região, parecem cenário de filme. E para fechar o roteiro vale o passeio de trem até Santo Antônio do Pinhal, que dura cerca de duas horas, e passa pelo trecho de ferrovia mais alto do país, o Alto do Lageado, a 1.743 metros de altitude, com direito ao bolinho de bacalhau na chegada.

 

Em julho acontece o Festival Internacional de Inverno, que há mais de 40 anos atrai amantes da música erudita e instrumentistas renomados do Brasil e exterior, no mais importante encontro de música clássica da América Latina.  

 

Com a agenda preparada, resta pensar na hospedagem. E nada melhor do que encontrar uma casa bonita, aquecida, onde se possa descansar, curtir um bom vinho, relaxar e viver a sensação do inverno como se casacos, luvas, cachecóis e gorros fizessem parte do guarda-roupa dos brasileiros impreterivelmente nos três meses de inverno. Inverno europeu com sotaque paulista.