Em Casa e com Amigos no Rio de Janeiro

Os dias começavam com um cremoso suco de manga do outro lado da rua, acompanhado de pão na chapa e café coado, de pé no balcão.

Depois, era a hora de ir até a banca da esquina comprar o jornal do dia, a revista do mês e ler com calma na ampla sala que – surpresa! – revelava uma nesga do mar logo ali em frente, com uma deliciosa brisa entrando pela janela.

 

Depois, só depois de ver o dia acordar preguiçosamente, a praia se apresentava como a melhor proposta. E então, uma quadra depois, lá estava Ipanema em seu melhor: ao lado das espreguiçadeiras do Fasano, com o Morro dos Dois Irmãos imponentes à direita e o Arpoador pertinho, à esquerda. O Rio, enfim.

 

IMG_0634.JPG

 

Praia de Ipanema durante a tarde.

 

Após alguns mergulhos, água de coco, queijo coalho e – claro – biscoito Globo com mate e limão, era só andar mais uma quadra para tomar um vinhozinho gelado na mesa tamanho família, brindando com os amigos e comendo entradinhas recém-adquiridas no supermercado ao lado enquanto se decidia onde ir almoçar: No Felicce Caffè, a menos de 50 metros, onde um delicioso cuscuz marroquino com camarões estrela o cardápio ao lado dos sorvetes que são um delicioso happy end ou na badalada Dias Ferreira, no Leblon?

 

IMG_0646.JPG  IMG_0692.JPG

 

Lanches e comidinhas da viagem.

 

Não importava, nada tinha pressa. Alguém falou em flores? Sim, tem sempre alguns ramalhetes frescos e lindos para decorar a casa no mesmo supermercado ao lado.

 

Escolher um apartamento de aluguel por temporada como opção de hospedagem é uma das mais incríveis e autênticas formas de curtir a cidade do Rio de Janeiro com os amigos. Sabe aquela sensação deliciosa de ficar todo mundo junto o tempo todo, curtindo a delícia de ter uma casa nos melhores lugares do mundo? Você pode ir à feira, cozinhar, ver televisão quando bem entender (e sem culpa), ouvir sua própria playlist e o melhor: ter todos por perto, com espaço e conforto.

 

No nosso caso, escolhemos um apartamento de três quartos em Ipanema no Alugue Temporada. As vantagens foram inúmeras: além de negociar early check-in e late check-out diretamente com o proprietário, estávamos em uma localização perfeita, perto de tudo.

 

IMG_0623.JPG IMG_0621.JPG

 

Apartamento alugado em Ipanema.

 

O Alugue Temporada tem mais um menu com mais de 3.500 imóveis cadastrados para locação por temporada. Em Copacabana, Ipanema, Leblon e Barra da Tijuca, por exemplo, há mais de 1.500 opções anunciadas no site!

 

O ano de 2015 já começa especial para quem quer visitar o Rio em turma. Este ano a cidade completa 450 anos e a programação está intensa e animada. São dezenas de eventos todo mês, até dezembro. No finalzinho de janeiro, por exemplo, estreiam duas exposições de peso: a do russo Wassily Kandinsky no Centro Cultural Banco do Brasil, o CCBB, a partir do dia 27; e a de fotos “Rio de Janeiro de 1860 a 1930”, com mais de 150 imagens de artistas diversos, no Instituto Moreira Salles.

 

 

Leia também nossos artigos:

 

Copacabana: O Coração do Rio

 

Porque Sequestramos um Grande Amigo

 

 

 

 

ccbb-Vitor-Guerson.jpg

 

Teto do CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil. Foto: Vitor Guerson.

 

Ao longo do ano, vai ter também concurso de marchinhas, festivais de música e arte e programas esportivos especiais, caso do Rio Open, etapa carioca do principal campeonato de tênis da América do Sul, entre os dias 16 e 22 de fevereiro.

 

As comemorações do aniversário estão também deixando a cidade mais bonita – a Farm, grife que é a marca registrada do Rio, deu de presente milhares de guarda-sóis criados especialmente para a ocasião. São eles que agora colorem toda a orla com flores e temas tropicais.

 

Não que a cidade precisasse de novidades. Quem tem o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, o Jardim Botânico com a maior coleção de plantas do país e um centro recheado de belos casarões coloniais dos séculos 18 e 19 já sai na frente de qualquer destino nacional à beira-mar que se preze.

 

Mas sempre há boas novas. E nos últimos anos elas se traduzem em festas nos morros (as do Vidigal e do Dona Marta são concorridíssimas) e em novos bares e restaurantes que se juntam a clássicos que nunca saem de moda, como o Bar Urca, especial no pôr do sol, com os barquinhos dos pescadores como pano de fundo, e o Jobi, que agora ficou ainda mais legal com a loja Void ao lado, que supre quem não consegue entrar com Busca Vida (aquele drink de cachaça) geladinha, vinho e cervejas artesanais na calçada.

 

bar-urca.jpg

 

Vista do charmoso Bar Urca. Foto: Ariane Mittidieri.

 

Aliás, é preciso que se diga: o Rio de Janeiro tem um dom inerente de transformar simples bares e restaurantes em atrações turísticas das mais concorridas. E delas não há como fugir. Rio para ser Rio tem que ter o bolinho de aipim com camarão do Bracarense, o sanduíche de pernil com abacaxi do Cervantes e até a pizza duvidosa de catupiry com camarão da kitsch Pizzaria Guanabara, imperdível quando todo o resto já estiver fechado.

 

Outras apostas que devem entrar logo para o time são o hambúrguer do Reserva TT Burguer, acompanhado de batatas com um catchup de goiabada genial, e as delícias de Kátia Barbosa (do Aconchego Carioca) que agora aterrissaram no Leblon, na esquina da Rainha Guilhermina com a General St. Martin. Fica ali sua mais recente empreitada, o Comedoria, que do famoso endereço irmão só imitou o bolinho de feijoada. Vale provar os outros tantos, o sanduíche de barriga de porco e as caipi-raspadinhas, que mais do que pedem um brinde especial a quem, depois de toda essa orgia, tiver uma casa para chamar de sua na Cidade Maravilhosa – ainda que por temporada.

 

Foto de capa: Rodrigo Soldon.