Curiosidades sobre o Rio de Janeiro: Pedra do Sal e outros

A cidade que foi capital do Brasil entre 1763 e 1960 ostenta uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno - o Cristo Redentor foi eleito em votação popular realizada em 2007 - e oferece diversos atrativos e locais curiosos.

A cidade que foi capital do Brasil entre 1763 e 1960 ostenta uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno - o Cristo Redentor foi eleito em votação popular realizada em 2007 - e oferece diversos atrativos e locais curiosos.

Praia da Joatinga

Famoso pelas movimentadas praias de Ipanema e de Copacabana, o Rio de Janeiro também conta com pontos sossegados na orla para curtir o mar longe do agito. Uma das opções é a Praia da Joatinga, localizada entre a Barra da Tijuca e São Conrado. Lá, a tranquilidade remete ao clima de uma pequena cidade do interior, com estradas de terra e trilhas. O acesso não é muito fácil, mas vale a pena ir e passar o dia.

Foto: Rodrigo Soldon

Praça Tiradentes

Um dos pontos turísticos mais famosos da Cidade Maravilhosa, já se chamou Rossio Grande e Praça da Constituição. Está rodeada de lugares tradicionais, como a Gafieira Estudantina e a Sapataria Tic-Tac, e próximo também ao Teatro Carlos Gomes e ao Teatro João Caetano. A praça ainda abriga o primeiro monumento público do Rio de Janeiro: o Monumento a D. Pedro I, inaugurado em 1862, uma homenagem ao Imperador que proclamou a independência do Brasil.

Foto: Wikipedia

Pedra do Sal

A Pedra do Sal é um enorme granito com uma escadaria entalhada por escravos. Leva esse nome porque era rota dos descarregamentos de sal que aportavam nas proximidades. Lugar sagrado para seguidores de religiões afro-brasileiras, converteu-se em ponto de encontro de sambistas e é considerado berço dos ranchos carnavalescos que deram origem às escolas de samba. Na base da Pedra, o Largo João da Baiana é palco de tradicionais rodas de samba às segundas-feiras, das 18h às 22h. Nas quartas-feiras, a noite é só de músicas inéditas.

Foto: Gian Cornachini

Frescobol

O esporte criado no Rio nos anos 1950 ganhou até um painel de homenagem, idealizado pelo escritor Millôr Fernandes, ex-jogador de frescobol. Descrito como uma espécie de “tênis de praia” é diferente do Beach Tennis por não ter adversários, mas sim parceiros que jogam só pela diversão. É uma atividade típica nas praias cariocas - e um convite aos turistas que visitam a cidade.

Foto: Wikipedia

Inscreva-se para receber a nossa newsletter

Receba as últimas novidades por email
Facebook           instagram           Twitter           pintrest

Procure sua casa para temporada

Encontre a casa perfeita para as suas férias



Últimos Artigos

Riviera de São Lourenço: charme no litoral paulista

A praia para paulistas que procuram conforto, sossego e praticidade numa necessária fuga de final de semana.

Top 6 dicas de viagens por 6 Influenciadores

Reunimos 6 dos principais influenciadores quando o assunto é viagem e lifestyle travel no Brasil para dicas preciosas em algumas…

Paraty em julho e agosto

A belíssima cidade colonial dos casarões coloridos, rica gastronomia e natureza vasta, oferece atrativos para todo o tipo de via…

Roteiro cervejeiro pela Europa e Brasil

Quem adora pesquisar novos rótulos, visitar fábricas e bares com boas cervejas não pode perder estas dicas.

8 casas incríveis à beira-mar

Aproveite as festas de fim de ano para alugar a casa dos seus sonhos com os amigos e a família a preços possíveis em destinos ex…