De olho no mercado

Contar com um Administrador profissional é uma boa?

Em tempos de crise, uma renda extra é sempre bem-vinda! Alugar uma segunda casa ou apartamento por temporada é uma medida que ajuda nessas horas. Entretanto, não basta ter o imóvel para alugar, é preciso deixá-lo limpo, equipado organizado e em condições para receber o viajante. Além de dedicar um tempo para responder aos contatos dos interessados, fechar negócio e assinar contratos e fazer check in e check-out. Para quem não tem tempo para isso, contratar um administrador profissional que cuide de todos os afazeres pode ser uma boa dica.


administrador-profissional-big.jpg

Uma administradora de imóveis por temporada é capaz de elevar o potencial de rendimento de um imóvel por estar dedicado ao serviço e já conhecer as melhores formas para trabalhar no segmento. O administrador costuma ficar responsável pela limpeza e manutenção do imóvel e por todo o contato com o viajante, cobrando uma taxa de administração. Com um time de profissionais a serviço da locação do imóvel, a reposta aos viajantes é mais rápida, aumentando a chance do negócio ser fechado.

 

Além disso, ele economiza o tempo do proprietário com vários afazeres como manutenção do imóvel, negociação dos contratos, contratação e gestão de serviços extras como contratação de empregados, por exemplo. Além disso, os administradores usam softwares de gestão e conseguem atualizar calendários e tarifas de forma integrada, minimizando problemas nessas áreas. Outra vantagem interessante é que, pelo fato de administrarem vários imóveis, há um ganho de escala nos custos de lavanderia, faxina, manutenção etc.

 

“Trabalhamos conforme o regulamento do Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), o repasse é dado até o quinto dia útil de cada mês aos proprietários, com os detalhes de quem alugou cada imóvel e valores. A porcentagem que cobramos é de 20% do valor de cada aluguel. Um imóvel totalmente preparado para aluguel por temporada rende uma média de R$ 12 mil líquido ao ano”, explica Leonardo Braz, que tem uma administradora com cerca de 200 imóveis na região de Caldas Novas e Rio Quente (GO), a grande maioria deles com um quarto.

 

Ficou com vontade de contratar um administrador, mas ainda tem dúvidas de como selecionar um profissional eficiente e de confiança? Veja dicas do Mario Galvão, fundador da empresa Go House:

 

1. Pesquisar o histórico do administrador:

“Não custa nada levantar informações sobre outros proprietários, ou até fazer uma pequena pesquisa na internet antes de contratar a administradora ou um agente. Muitas pessoas publicam depoimentos na rede sobre a experiência que tiveram com o serviço prestado. Esse pode ser um forte indicador da competência e postura da empresa”.

 

2. Certificar que a empresa ou agente trabalha com transparência absoluta:

“É importante perguntar quais as ferramentas oferecidas ao proprietário, para que ele possa ter total conhecimento de todo tipo de ação que aconteça no imóvel. Muitas empresas têm sistemas de notificação de quantidade de aluguéis, preços, e até acesso a identidade de quem está alugando a casa”.

 

3. Procure saber qual é a logística de manutenção do imóvel:

“Esse é um dos pontos fundamentais para a escolha de uma administradora. Após uma sequência de aluguéis, é importante que haja um cuidado com limpeza, pintura e todo tipo de manutenção que uma casa precise depois de uma série de aluguéis. A reparação do imóvel precisa atender a demanda do uso. Quanto mais uso, mais trabalho com manutenção”.

 

VEJA TAMBÉM