De olho no mercado

Com a nova determinação, reformas ficarão mais seguras

 

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) acaba de lançar uma nova regra para reforma de edificações. A norma tem como objetivo trazer mais segurança às reformas de imóveis em condomínios.


reformas-seguras.jpg

Se você pretende fazer modificações no seu apartamento de temporada, fique atento às novas exigências e programe-se.

 

A partir de agora, o dono do imóvel deve apresentar ao síndico um planejamento minucioso, mesmo em caso de intervenções simples, como pintura e até mesmo a instalação de ar-condicionado. O proprietário deve indicar a empresa que executará a reforma, o número de trabalhadores envolvidos e o tempo de duração.

 

“Os gastos extras previstos são pequenos diante da segurança que uma empresa ou profissionais qualificados podem oferecer à obra”, ressalta o consultor técnico do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Minas Gerais (Sinduscon-MG), Roberto Matozinhos, que participou da formulação da NBR 16.280.

 

De acordo com Roberto, a medida foi criada para evitar transtornos e aumento de custos futuros nos casos de reformas sem qualquer critério técnico ou análise de gestão. “O acompanhamento técnico vai garantir a correta avaliação de toda e qualquer interferência, principalmente se há previsão de remoção de paredes ou pilares”, explica ele.

 

Nos casos de edifícios com mais de cinco anos, o dono do imóvel deve contratar um profissional habilitado para estudo e projeto com memorial descritivo. É preciso apresentar o material ao corpo diretivo do condomínio, que consultará um engenheiro para aprovação total, parcial ou proibição da reforma.


VEJA TAMBÉM