Receba Bem

Hóspedes falam sobre preferências na forma de pagamento

 

Imóvel escolhido, contato feito, negócio fechado. Esses são os primeiros passos para a negociação de aluguel de um imóvel por temporada. Mas alguns viajantes ainda se sentem inseguros quando o assunto é a forma de pagamento.


hospedes-preferencias-pagamento.jpg

O corretor de imóveis Dennis Viellas, 41 anos, conta que apesar da ótima experiência em seu último aluguel, das avaliações positivas do anúncio, ficou desconfortável com a forma de pagamento sugerida pelo proprietário: 50% do valor a ser pago na reserva do imóvel e os 50% restantes na entrega das chaves.

 

Para ele, a medida de depósito não é favorável e sugere aos proprietários outra saída. “Os sites especializados em pagamentos seguros são a melhor opção para esses casos. Assim o viajante não se sente inseguro e ambos os lados vão sair ganhando”, ressalta.

 

Sites como Paypal, PagSeguro, Bcash e MOIP são soluções de pagamentos práticas disponíveis na internet. E podem ser considerados mais seguros pelos viajantes, já que garantem o recebimento do valor pelo proprietário e os direitos do viajante com relação ao contrato firmado. Além disso, esses sites possibilitam bloqueio por parte do viajante, se for necessário. Antes de tomar qualquer atitude, no entanto, é importante informar-se sobre os prós e contras de cada opção de pagamento possível. Não existe método perfeito de pagamento.

 

Esse tipo de pagamento é o favorito da publicitária carioca Paula Pimentel, de 31 anos, ao alugar um imóvel por temporada. “Nunca aceito fazer transferência de remessa de dinheiro via web. Sei que nesses casos, se caio em um golpe, não consigo reaver o dinheiro. São ferramentas não reembolsáveis e fáceis de serem usadas por possíveis fraudadores”, conta ela, usuária frequente do AlugueTemporada.

 

“O proprietário deve ter em mente, na hora de anunciar o seu imóvel, que ele deve oferecer segurança ao viajante. Assim, tudo acontece da melhor forma possível. Por isso dou prioridade aos donos que utilizam formas de pagamentos como Paypal, PagSeguro ou o MOIP”, reforça Paula.

 

Há proprietários que conseguem inclusive aumentar a quantidade de locações ao adotar esse tipo de pagamento. É o caso da psicóloga Corrita Pimentel, que anuncia seu sítio em Lumiar, região serrana do Rio de Janeiro, por meio do AlugueTemporada. De acordo com a proprietária, todos os donos de imóveis devem estar atentos e preparados para oferecer aos hóspedes as opções mais seguras do mercado.

 

“Quando comecei a anunciar meu imóvel, há 10 anos, eu só fechava negócios por meio de depósito bancário. Com o tempo, fui sentido a necessidade de me atualizar e oferecer novas opções de pagamento aos viajantes, proporcionando variedade e principalmente segurança. Quando comecei a trabalhar com o Paypal e com o PagSeguro, vi que meu índice de ocupação aumentou consideravelmente. O retorno positivo dos clientes também aumentou e isso é muito importante para o anunciante. Todos devem investir nisso e tornar a negociação cada vez mais transparente e segura”, conta Corrita.

 

VEJA TAMBÉM