Meu primeiro aluguel

Números comprovam o quanto é vantajoso alugar seu imóvel por temporada

Anunciar um imóvel por temporada é mais vantajoso do que se imagina. O segmento está em pleno crescimento no Brasil e é ótima opção para quem visa uma renda extra no fim do mês


números-comprovam-big.jpg

Há 11 anos administrando imóveis de aluguel por temporada, a Heidelberg reflete o sucesso do segmento. Com um acervo de cerca de 170 imóveis só no Rio de Janeiro, os imóveis da agência têm taxa de ocupação anual entre 70% e 90%. Um apartamento conjugado na zona sul, por exemplo, tem uma renda média mensal líquida de R$ 3.000. A administradora se encarrega da limpeza e manutenção, mas para disponibilizar o imóvel para o aluguel é preciso que esteja bem conservado, conforme ressalta Mozart Alves, diretor comercial da Heidelberg:

 

“Trabalhamos apenas com imóveis reformados e adaptados para alugar. Quanto aos valores, variam de acordo com a categoria e bairro. Em Copacabana, por exemplo, um conjugado proporciona ao proprietário na baixa temporada uma renda líquida de R$ 150 por dia. Na alta, há um acréscimo de 20% e em datas como Réveillon e Carnaval o acréscimo é de 100%”.

 

Em outros estados a situação não é diferente. Uma cobertura no bairro de Jurerê Internacional, em Florianópolis (SC), por exemplo, gera uma renda mínima de R$ 100 mil anuais. É o que garante um proprietário consultado pelo AlugueTemporada. A renda exclui despesas em torno de R$ 30 mil anuais, incluindo conta de luz, IPTU, condomínio e manutenção. O imóvel tem 100% de ocupação na alta temporada enquanto nos outros meses chega a ter uma média de quase 50%.

 

O plano selecionado para anunciar o imóvel pode ser um diferencial para o rendimento do proprietário. Os valores no AlugueTemporada variam entre R$ 399 e R$ 1.499. Quanto mais premium for o plano, maior o destaque do anúncio na página e quanto mais destaque tiver o anúncio, maior será a chance de demanda e a taxa de ocupação do imóvel./p>

 

“Este ano adquiri o plano Platinum para aumentar o destaque no site. A ocupação dos meus imóveis cresceu em torno de 70%”, comenta Regina Lúcia Mendonça, que administra cinco apartamentos no Guarujá (SP) e um em Santos (SP).

 

Quer saber qual seria o lucro do seu imóvel? Clique aqui.


VEJA TAMBÉM